Pular para o conteúdo principal

H²0.........................................

Sintaema-SC na luta em defesa de Chapecó

Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2009
Sintaema-SC na luta em defesa de ChapecóCom o anúncio da municipalização de Chapecó, feita nos meios de comunicação pelo Executivo Municipal, mais uma vez o Sintaema-SC está na árdua luta de manter a Casan pública e de qualidade e os empregos dos trabalhadores.

O Presidente do Sindicato, Odair Rogério da Silva, encontra-se em Chapecó desde o dia 27/10, fazendo vários contatos, coordenando e viabilizando a criação de uma frente ampliada formada por várias entidades representativas em defesa da manutenção da Gestão Associada entre a Casan e o município.

Em reunião realizada no dia 28/10, no Sindicato dos Bancários de Chapecó, com a presença marcante de mais de 70 trabalhadores, foram discutidas e aprovadas a criação das seguintes comissões:

1. COMISSÃO INSTITUCIONAL: formada pelos trabalhadores, corpo gerencial da Empresa, parlamentares (Vereadores e Deputados) e o Sintaema-SC;

2. COMISSÃO DE IMPRENSA E OUTROS VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO: formada pelos trabalhadores da Casan, lideranças do Movimento Social e Sintaema-SC;

3. COMISSÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS: constituída por entidades ligadas aos Movimentos Sociais (ambientalistas, sindicatos, Igreja, Movimentos das Mulheres, Unegro etc.), trabalhadores da Casan e Sintaema-SC;

4. COORDENAÇÃO GERAL: coordenará as ações de todas as comissões.

Calendário de lutas e ações aprovadas:

• 04 de novembro: reunião ampliada com todos os setores envolvidos na sede do Sindicato dos Bancários de Chapecó, às 14 horas;

• 09 de novembro: concentração na Câmara de Vereadores de Chapecó, a partir das 19 horas;

• 12 de novembro: seminário sobre o “Futuro do Saneamento” promovido pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e Unimed.

É compromisso de todos e responsabilidade de cada um entender a gravidade do momento que estamos vivendo e participar ativamente da luta pela sobrevivência e continuidade da Casan.
Com unidade de todos, mobilização e muito trabalho vamos vencer mais essa batalha.
VAMOS À LUTA!


Direção do Sintaema-SC

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Médica acreana presa em Pernambuco A médica acreana Alessandra Bréa Moreno Dantas foi presa pela Polícia Federal na sexta-feira (1), em Caetés (PE). Após concluir o curso de medicina em Pinar del Rio, com bolsa do governo de Cuba, voltou ao Acre, onde em diversas ocasiões procurou a Universidade Federal do Acre (Ufac) para tentar se regularizar. Como todos sabem, os médicos formados no exterior sempre foram tratados com preconceito e descaso por um grupo da Ufac. Alessandra Bréa tinha conquistado na Justiça o direito de trabalhar com registro provisório do Conselho Regional de Medicina (CRM). Como o registro expirou, a médica teve que deixar o Acre após a proibição de trabalhar também com um Termo de Ajuste de Conduta. Ela já havia conseguido revalidar seu diploma pela Universidade Federal do Ceará, mas aguardava a burocracia enquanto fazia plantões em Caetés. Infelizmente, Alessandra Bréa foi surpreendida pela Polícia Federal, após denúncia do CRM de Pernambuco, acusada de exe…

Rio das Ostras promove I Fórum sobre Culturas Indígenas

Em comemoração ao Dia do Índio, 19 de abril, Rio das Ostras terá um evento que promete deixar os moradores mais próximos da realidade desses nossos precursores. Nos dias 18 e 19 de abril (sábado e domingo), o Núcleo de Educação Ambiental (Neam) do município promove a primeira edição do Fórum sobre Culturas Indígenas. A programação tem abertura às 14h de segunda-feira, com uma expedição ambiental ao Sítio Arqueológico Sambaqui da Tarioba. No restante do dia também haverá palestras e exibição de filmes sobre a vida de alguns povos indígenas que já habitaram o município.
O evento ajudará a manter viva a memória dos antigos habitantes da região, os índios Goytacazes. De acordo com o antropólogo da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Jorge Pinheiro, há cerca de 500 todo o Norte Fluminense era habitado por tribos indígenas, que desapareceram no século XVII, por causa da epidemia de varíola. O pesquisador ainda indicou o passeio pelo Sítio Arqueológico Sambaqui da Tarioba. O lo…
Tudo ou nada" "Não quero ter ninguém contra a vontade.
Não quero ter ninguém só vez em quando.
Não quero ter ninguém com falsidade.
Não quero ter ninguém me incriminando.
Não quero ter ninguém pela metade.
Não quero ter ninguém se lamentando.
Não quero ter ninguém por vaidade.
Não quero ter ninguém me espionando.
Só quero ter alguém se for completo, onde os dois tenham o máximo prazer.
Algo claro, translúcido, direto.
Sem o medo d'alguma coisa errada.
Sem mentiras ou segredos pra esconder.
...E se não for assim!... Não quero nada..."