Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

HIP HOP LUZ...

De Rio Preto para o mundo e com grandes participações, MC Gra prepara o lançamento do primeiro álbum, neste mês; proposta é manter-se nas raízes do rap e fugir do que o mercado fonográfico procura
Divulgação MC Gra em ensaio fotográfico para álbum de estreia; artista viajou por todo o país para trazer produtores e participações especiais para o primeiro disco, o “Só Termina Quando Acaba” Agência BOM DIA
Entre um projeto e outro, a cantora MC Gra, nascida em Rio Preto, consegue mais destaque na mídia nacional. Com 28 anos, o primeiro clipe dela (da música “Pra Frente”) foi veiculado na MTV e está  no top 10 dos vídeos  mais vistos do site de www.rapnacional.com.br.
A artista, que atualmente grava em São Paulo seu segundo clipe, conversou por telefone com o BOM DIA sobre o primeiro álbum, “Só Acaba Quando Termina”, previsto para ser lançado neste mês. “Fico feliz com tudo o que está acontecendo”, diz.
O álbum conta com oito faixas e gr…

FOZ EM AÇÃO...REVOLUÇÃO CONTINUA!!!...HIP HOP ARTE SEM PRECONCEITO TRUTA...

Assistam dois audiovisuais do movimento hip-hop de Foz
Seg, 27 de Junho de 2011 23:59 Os dois primeiros vídeos foi produzido por Viviane Mota, Giselle Felipe e Luana Schwan, as três estudam serviço social na Uniamérica. O trabalho fala da relação do Movimento Hip-Hop com a mídia e do preconceito que o movimento ainda sofre.
Os dois últimos vídeos foram produzidos por Andressa Back, estudante de história na Uniamérica e integrante do Movimento Fronteira Zero. O trabalho fala da articulação do Movimento Hip-Hop com o movimento negro e da afirmação da identidade e orgulho negro nos versos do hip-hop...
Movimento Hip-Hop de Foz - Parte 1
Movimento Hip-Hop de Foz - Parte 2
Afirmação da identidade negra nos versos do hip-hop - Parte 1
Afirmação da identidade negra nos versos do hip-hop - Parte 2

Rápido resumo sobre Frelimo.

Constituído de partido político e frente de luta armada sobre a chefatura de Samora conduziu as massas populares de Moçambique ao combate contra o imperialismo português. O agonizante regime salazarista de inspiração fascista lança as chamadas forças ultramar para impedir o Frelimo de alcançar o poder. Seguiram-se batalhas que verteram o sangue de centenas de moçambicano.Em 25 de julho de 1975 já combalido e sem possibilidade de vitória Portugal, formaliza o reconhecimento da independência de Moçambique. Em 1986 Samora Machel morre em um misterioso acidente de avião.Após á morte de Samora o Frelimo perde sua consistência ideológica e inicia-se no século XXI não mais possuindo a flâmularevolucionária. Abandonando a causa de libertação e adotando o eleitorismo e oportunismo como bandeira de existência. Hino do Frelimo! Viva, viva a FRELIMO, Guia do Povo Moçambicano! Povo heróico qu'arma em punho O colonialismo o povo derrubou. Todo o Povo unido Desde o Rovuma até o Maput…

noticia

quarta-feira, 29 de junho de 2011Sarau da Cooperifa no Centro Cultural São Paulo - Agenda‏Posted by Anderson "Hebreu" on 00:05
SARAU DA COOPERIFA NO CENTRO CULTURAL SÃO PAULO

Dia 1 de julho  sexta-feira  19hs30

No ano que completa 10 anos de atividades poéticas na periferia de São Paulo, a Cooperifa leva para o CCSP uma pequena mostra do que acontece nas noites de poesia no Bar do Zé batidão

Sala Adoniran Barbosa
Rua Vergueiro, 1000 Paraíso
SP-SP
Entrada Franca
300 lugares


..............................................................................................................................................................................................................................................................


DOMINGO


SARAU DA COOPERIFA TEM PEMPORADA NO SESC BERTIOGA



Dias 3 de julho domingo 20hs30
* 24 e 31 de julho (20hs30) aos domingos


No ano que completa 10 anos de atividades poéticas na periferia de São Paulo, a Cooperifa leva para o público do SESC BERTIOGA uma…

Mercadante:O Golpe Continua

Escrito por Guina at 21/06/2011 Não demorou muito e o que eu tinha previsto aqui no Tribuna Petista aconteceu: depois de Palocci, os golpistas da imunda mídia já escolheram o Mercadante como novo alvo para desestabilizar o governo Dilma.

A denúncia, apesar de requentada, vem da podre Revista Veja (aquela que até já patrocinou campanha de político do PSDB) tem o claro intuito de continuar o plano de desgaste da imagem de Dilma junto ao povo brasileiro.

A oposição, falida e sem crédito junto a este mesmo povo, se agarra nesses fajutos ataques para tentar obter ganhos políticos e já pressiona para reabrir as investigações sobre o caso.

Um caso em que todos ficaram sabendo depois se tratar de outro escândalo denunciado pela IstoÉ: O Escândalo dos Sanguessugas, também conhecido como máfia das ambulâncias, que teve sua origem na gestão do então Ministro da saúde do governo FHC, José Serra.

Faltou a nefasta Revista Veja "requentar" também essa pa…

Movimento recebe recursos para Segunda Etapa do Festival Amazônico de Hip Hop

Representantes do movimento hip hop formalizaram hoje, 20, o recebimento de R$ 20 mil para realização da segunda etapa do Festival Amazônico de Hip Hop, que vai acontecer em setembro. A primeira etapa aconteceu em maio e reuniu todos os segmentos da cultura de rua local e teve participação de outros estados da Região Norte, Guiana Francesa e Suriname.
Segundo os coordenadores, a segunda etapa vai trazer convidados nacionais, artistas franceses e alemães. “A prefeitura sempre foi uma parceira destes eventos valorizando a cultura de rua. Existe muita gente de talento por aí, que precisa apenas desse incentivo”, avalia Zulu, coordenador do movimento.
Além do repasse, foram discutidas ações sociais em bairros periféricos da capital. Uma delas a grafitagem em muros de escolas, unidades de saúde e o para-peito da orla, que vai da praça Beira-Rio até o bairro Santa Inês e será decorado com motivos regionais. “É uma forma de valorizar nossos jovens. Sabemos que este segmento tem…

Poder e Luta de Classes

A tradição marxista ortodoxa coloca o poder localizado no Estado. A burguesia, desse modo, governa a sociedade porque possui o controle do Estado. A antítese deste poder seria o partido comunista. Para um partido comunista tomar o poder, este deve se equiparar a um aparelho de Estado, com todas as suas regras, disciplinas, hierarquia. Seria uma espécie de um projeto estatal, um mini-estado. Um modelo do que será o futuro estado comunista.

Porém, uma questão que surge é: estaria o poder localizado somente no Estado? Ou tomando o poder de Estado obtêm-se também o controle de toda a sociedade, sendo capaz a transformação de uma sociedade capitalista para uma socialista e posteriormente comunista?

Segundo a obra de Michael Foucault, o poder não é um instrumento no qual podemos possuir ou adquirir. Existe na verdade múltiplos poderes, relações de poder. Certamente que Foucault não é marxista, mas não me incomodo de usá-lo aqui para explicar o funcionamento das relações de poder. Não se tr…

Brasil: que País é esse?

terça-feira, 14 de junho de 2011
A história da dominação no Brasil encontra no capitalismo uma forma sem precedentes de apropriação da riqueza por poucos sujeitos Uma das características marcantes do modo de produção capitalista é a necessidade de criar mecanismos de conformação e manutenção de poder. Entre eles, está a divisão social e internacional do trabalho e a lógica de funcionamento que provoca mutações para que os órgãos vitais apareçam e se desenvolvam como não vitais. A separação dos sujeitos da realização de suas vidas, a precarização das condições de trabalho e de pertença aos territórios, acentuou os vínculos de dependência e subordinação dos que vivem da venda de seu trabalho. Segundo o IBGE, mais de 190 milhões de brasileiros se dividem entre moradores do campo e da cidade. Enquanto o campo é composto por quase 30 milhões (13,5%) na cidade habitam (84,5%), mais de 160 milhões. Mas esta lógica de separação formal entre o campo e a cidade não é tão r…