Pular para o conteúdo principal

Quando o povo diz NÃO


Copiado do Blog CIDADANIA.COM, do Eduardo Guimarães, que está em Minhas Notícias.

Visitem este Blog.
Obrigado,
Saraiva


Crônica política

Quando o povo diz NÃO

Se a mídia fosse um cirurgião plástico e o governador de São Paulo, José Serra, um seu paciente, ao fim da fracassada operação de embelezamento político o médico teria que dizer o seguinte ao operado:
-- Fiz o que pude, mas milagre não faço.
Convenhamos, “eles” fizeram tudo o que estava ao alcance de suas faculdades. Inventaram um “apagão”, mantiveram-no em evidência e total preponderância no noticiário por mais de uma semana, sacrificaram os fatos e a verdade até o limite do bizarro, mas ainda não foi desta vez que tiveram sucesso.
Onde está a queda de popularidade que disseram que Lula sofreria por causa do “apagão”? Onde está a morte política de Dilma Rousseff que prognosticaram? Por que Serra cai de forma tão lenta, gradual e segura e Dilma faz o caminho inverso, se ela é uma candidata tão ruim e Lula não transfere votos?
Sim, são boas perguntas, que levam os mentalmente sadios à conclusão de que a posição de favoritismo do governador paulista nas pesquisas é frágil como a primeira casa dos três porquinhos, a de palha. Está caindo antes de o “Lobo Mau” sequer começar a soprar.
Todavia, quero chamar atenção para o fato mais espantoso da pesquisa CNT-Sensus divulgada ontem, o qual, inexplicavelmente, parece ter chamado pouca – ou nenhuma? – atenção. Refiro-me a Marina Silva ter construído, em tão pouco tempo, a maior rejeição entre todos os candidatos, superior até à de Dilma, que tem a segunda rejeição mais alta.
Quietinha, quietinha, com aquela carinha de tímida, sem comprar briga com ninguém, dando apenas umas estocadinhas no governo que integrou por tantos anos, Marina aparece na pesquisa com 38% de rejeição (!?). E o pior é que eu disse aqui que isso aconteceria, e que, depois de ter acontecido, os que a cooptaram dariam um tempinho e, depois, um belo de um chute nela. Esperem e verão.
Mas o que este texto quer declarar mesmo é que, mais uma vez, o povo disse um enorme NÃO à mídia. Havia dito em 2002 e em 2006, além de em todas as vezes que teimou em responder positivamente sobre Lula nas pesquisas feitas após cada novo “escândalo” inventado.
O que a mídia parece não entender é que, quando o povo diz não, quer dizer não mesmo, e não sim. Eu é que não consigo entender qual é a parte do advérbio de negação que o povo lhe diz que a imprensa golpista não está entendendo... Escrito por Eduardo Guimarães às 00h53[(35) Opiniões - para opinar, clique aqui e depois pressione F11] [envie esta mensagem]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Médica acreana presa em Pernambuco A médica acreana Alessandra Bréa Moreno Dantas foi presa pela Polícia Federal na sexta-feira (1), em Caetés (PE). Após concluir o curso de medicina em Pinar del Rio, com bolsa do governo de Cuba, voltou ao Acre, onde em diversas ocasiões procurou a Universidade Federal do Acre (Ufac) para tentar se regularizar. Como todos sabem, os médicos formados no exterior sempre foram tratados com preconceito e descaso por um grupo da Ufac. Alessandra Bréa tinha conquistado na Justiça o direito de trabalhar com registro provisório do Conselho Regional de Medicina (CRM). Como o registro expirou, a médica teve que deixar o Acre após a proibição de trabalhar também com um Termo de Ajuste de Conduta. Ela já havia conseguido revalidar seu diploma pela Universidade Federal do Ceará, mas aguardava a burocracia enquanto fazia plantões em Caetés. Infelizmente, Alessandra Bréa foi surpreendida pela Polícia Federal, após denúncia do CRM de Pernambuco, acusada de exe…

Rio das Ostras promove I Fórum sobre Culturas Indígenas

Em comemoração ao Dia do Índio, 19 de abril, Rio das Ostras terá um evento que promete deixar os moradores mais próximos da realidade desses nossos precursores. Nos dias 18 e 19 de abril (sábado e domingo), o Núcleo de Educação Ambiental (Neam) do município promove a primeira edição do Fórum sobre Culturas Indígenas. A programação tem abertura às 14h de segunda-feira, com uma expedição ambiental ao Sítio Arqueológico Sambaqui da Tarioba. No restante do dia também haverá palestras e exibição de filmes sobre a vida de alguns povos indígenas que já habitaram o município.
O evento ajudará a manter viva a memória dos antigos habitantes da região, os índios Goytacazes. De acordo com o antropólogo da Fundação Rio das Ostras de Cultura, Jorge Pinheiro, há cerca de 500 todo o Norte Fluminense era habitado por tribos indígenas, que desapareceram no século XVII, por causa da epidemia de varíola. O pesquisador ainda indicou o passeio pelo Sítio Arqueológico Sambaqui da Tarioba. O lo…
Tudo ou nada" "Não quero ter ninguém contra a vontade.
Não quero ter ninguém só vez em quando.
Não quero ter ninguém com falsidade.
Não quero ter ninguém me incriminando.
Não quero ter ninguém pela metade.
Não quero ter ninguém se lamentando.
Não quero ter ninguém por vaidade.
Não quero ter ninguém me espionando.
Só quero ter alguém se for completo, onde os dois tenham o máximo prazer.
Algo claro, translúcido, direto.
Sem o medo d'alguma coisa errada.
Sem mentiras ou segredos pra esconder.
...E se não for assim!... Não quero nada..."