Pular para o conteúdo principal

Grupo Herança em Preto e Branco inspirado na história de luta do povo negro



O Brasil foi o último país independente do continente americano a abolir completamente a escravatura. E as marcas desse atraso e descaso ainda se fazem presente nos dias atuais. E inspirado na história de luta do povo negro , luta essa por liberdade, respeito e dignidade é que surgiu o grupo Herança em Preto e Branco. O Herança em Preto e Branco esta na correria dentro do rap nacional desde 2001, a dupla é formada pelo Rapper Preto e Rapper SPY.
E foi o amor pelo rap que os uniu na formação do Herança em Preto e Branco. Já que eles se conheceram em ensaios de rap na região onde moram no Jardim Guairaca. O primeiro disco do grupo se chamou “Na Base do Sacrifício”, foi um álbum independente com produções e composições próprias e que serviu de muita experiência e aprendizado. E agora o Herança em Preto e Branco esta finalizando o segundo cd “É nóis por nóis e Deus por Todos” com a produção do DJ RM.
O novo trabalho vai sair pelo selo da Produtora Bola 8 Produções. E quando questionado de como surgiu a parceria o grupo comenta que “Nós já conhecíamos o trabalho do DJ Bola 8 e resolvemos trabalhar com a produtora por que ela esta cada vez mais se tornando forte dentro do rap nacional”.
Sobre o disco “É nóis por nóis e Deus por Todos” os manos afirmam que “O público pode se preparar por que o cd esta sendo produzido com extrema qualidade, e as músicas serão fortes e contundentes. Nós estamos chegando para somar no rap nacional, que aqui é rap nacional comprometido com a periferia.





Publicado originalmente em:
http://www.rapnacional.com.br/2010/

Henri Kassan 03/07/2011

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Médica acreana presa em Pernambuco A médica acreana Alessandra Bréa Moreno Dantas foi presa pela Polícia Federal na sexta-feira (1), em Caetés (PE). Após concluir o curso de medicina em Pinar del Rio, com bolsa do governo de Cuba, voltou ao Acre, onde em diversas ocasiões procurou a Universidade Federal do Acre (Ufac) para tentar se regularizar. Como todos sabem, os médicos formados no exterior sempre foram tratados com preconceito e descaso por um grupo da Ufac. Alessandra Bréa tinha conquistado na Justiça o direito de trabalhar com registro provisório do Conselho Regional de Medicina (CRM). Como o registro expirou, a médica teve que deixar o Acre após a proibição de trabalhar também com um Termo de Ajuste de Conduta. Ela já havia conseguido revalidar seu diploma pela Universidade Federal do Ceará, mas aguardava a burocracia enquanto fazia plantões em Caetés. Infelizmente, Alessandra Bréa foi surpreendida pela Polícia Federal, após denúncia do CRM de Pernambuco, acusada de exe…
Tudo ou nada" "Não quero ter ninguém contra a vontade.
Não quero ter ninguém só vez em quando.
Não quero ter ninguém com falsidade.
Não quero ter ninguém me incriminando.
Não quero ter ninguém pela metade.
Não quero ter ninguém se lamentando.
Não quero ter ninguém por vaidade.
Não quero ter ninguém me espionando.
Só quero ter alguém se for completo, onde os dois tenham o máximo prazer.
Algo claro, translúcido, direto.
Sem o medo d'alguma coisa errada.
Sem mentiras ou segredos pra esconder.
...E se não for assim!... Não quero nada..."

NOBRES

Abdias do Nascimento
"A revolução quilombista é fundamentalmente anti-racista, anticapitalista, antilatifundiária, antiimperialista e antineocolonialista"
Adam Clayton Powell
"A liberdade é uma conquista interna, em vez de um ajuste externo".
Aime Césaire
"Para um ser dilacerado por três séculos de aviltamento, o conhecimento de seu continente original restabelece sua dignidade, oferecendo-lhe uma ancestralidade que lhe fora confiscada"
Alice Walker
Não pode ser seu amigo quem exige seu silêncio ou atrapalha seu crescimento.
Alzira Rufino
Sou negra ponto final. Devolvo-me a identidade, rasgo a minha certidão. sou negra! sem reticências, sem vírgulas, sem ausências. Sou negra balacobaco. Sou negra noite cansaço
Amilcar Cabral
" Não vamos utilizar esta tribuna para dizer mal do imperialismo. Diz um ditado africano muito corrente nas nossas terras, onde o fogo é ainda um instrumento importante e um amigo traiçoeiro que quando a tua palhota arde, de nada serv…