Pular para o conteúdo principal

Hip Hop, Taiko, Jazz e homenagens farão parte da Abertura dos Jogos Regionais


01/07/2011 - 08:00:00 - Assessoria de Imprensa Esta notícia foi lida 299 vezes
A Corporação Musical de Jales, regida pelo Maestro Edvaldo Francisco de Paulo será uma das atrações da abertura dos Jogos Regionais da cidade de Jales.

O evento será realizado no dia 8 de julho, no Ginásio Poliesportivo do Jales Clube a partir das 19 horas.

O cerimonial oficial do governo do estado de São Paulo, prevê as falas oficiais de abertura pelo representante da Secretaria de Esporte Lazer e Juventude e do Prefeito
do Município Humberto Parini.

Antes dos pronunciamentos oficiais acontecerá a entrada dos representantes das cidades inscritas nos JRs, 69 municípios, com suas bandeiras e uniformizados.

A coordenadora do Cerimonial, Ana Maria Gonçalves dos Santos, também adiantou que serão feitas apresentações de danças Hip Hop e Jazz com os B-Boys e Academia New Corpus.

O grupo de Taiko de Jales, também fará uma apresentação no centro da gigantesca quadra poliesportiva do Jales Clube.

O Maestro Edvaldo, apresentará as clássicas trilhas sonoras dos grandes filmes mundiais e reservará uma homenagem a um dos maiores ídolos do esporte brasileiro;Ayrton Senna.

Esportistas que se destacaram no esporte representando a cidade de Jales serão
homenageados na entrada do fogo simbólico dos Jogos Regionais durante a cerimônia
que acenderá a Pira Olímpica dos JRs. Logo em seguida haverá o Juramento do Atleta.

A prefeitura de Jales estará colocando ônibus para o transporte gratuito da população até o Jales Clube. A saída dos ônibus será na praça Dr Euphly Jalles - A "Praça dos Jogos".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Médica acreana presa em Pernambuco A médica acreana Alessandra Bréa Moreno Dantas foi presa pela Polícia Federal na sexta-feira (1), em Caetés (PE). Após concluir o curso de medicina em Pinar del Rio, com bolsa do governo de Cuba, voltou ao Acre, onde em diversas ocasiões procurou a Universidade Federal do Acre (Ufac) para tentar se regularizar. Como todos sabem, os médicos formados no exterior sempre foram tratados com preconceito e descaso por um grupo da Ufac. Alessandra Bréa tinha conquistado na Justiça o direito de trabalhar com registro provisório do Conselho Regional de Medicina (CRM). Como o registro expirou, a médica teve que deixar o Acre após a proibição de trabalhar também com um Termo de Ajuste de Conduta. Ela já havia conseguido revalidar seu diploma pela Universidade Federal do Ceará, mas aguardava a burocracia enquanto fazia plantões em Caetés. Infelizmente, Alessandra Bréa foi surpreendida pela Polícia Federal, após denúncia do CRM de Pernambuco, acusada de exe…
Tudo ou nada" "Não quero ter ninguém contra a vontade.
Não quero ter ninguém só vez em quando.
Não quero ter ninguém com falsidade.
Não quero ter ninguém me incriminando.
Não quero ter ninguém pela metade.
Não quero ter ninguém se lamentando.
Não quero ter ninguém por vaidade.
Não quero ter ninguém me espionando.
Só quero ter alguém se for completo, onde os dois tenham o máximo prazer.
Algo claro, translúcido, direto.
Sem o medo d'alguma coisa errada.
Sem mentiras ou segredos pra esconder.
...E se não for assim!... Não quero nada..."

NOBRES

Abdias do Nascimento
"A revolução quilombista é fundamentalmente anti-racista, anticapitalista, antilatifundiária, antiimperialista e antineocolonialista"
Adam Clayton Powell
"A liberdade é uma conquista interna, em vez de um ajuste externo".
Aime Césaire
"Para um ser dilacerado por três séculos de aviltamento, o conhecimento de seu continente original restabelece sua dignidade, oferecendo-lhe uma ancestralidade que lhe fora confiscada"
Alice Walker
Não pode ser seu amigo quem exige seu silêncio ou atrapalha seu crescimento.
Alzira Rufino
Sou negra ponto final. Devolvo-me a identidade, rasgo a minha certidão. sou negra! sem reticências, sem vírgulas, sem ausências. Sou negra balacobaco. Sou negra noite cansaço
Amilcar Cabral
" Não vamos utilizar esta tribuna para dizer mal do imperialismo. Diz um ditado africano muito corrente nas nossas terras, onde o fogo é ainda um instrumento importante e um amigo traiçoeiro que quando a tua palhota arde, de nada serv…