Pular para o conteúdo principal

Muita Sede ao Pote



A hidratação é super importante para sua performance nas provas. Evita que o processo de desidratação se instale e você acabe quebrando. Por isso, os organizadores se preocupam em propiciar vários postos de hidratação pelo percurso. Entretanto, há aqueles apressadinhos se acotovelando para pegar os copos de água, sem se importar com a segurança dos outros corredores.
A seguir algumas dicas de “boas maneiras” para você se hidratar sem prejudicar o seu desempenho e de seus companheiros corredores.
1 Siga a fila. Ao se aproximar de um posto de hidratação procure se posicionar na lateral da pista para facilitar a sua ação e dos outros atletas;
2 Evite acidentes. Não corte caminho abruptamente do centro para a lateral da pista, você pode atropelar alguém e as consequências podem ser desagradáveis: um tombo, por exemplo;
3 Cuidado com o arremesso de copo. Depois de esvaziar o copo não jogue-o para trás, você pode atingir ou mesmo provocar um escorregão de alguém. Atire o copo para a lateral da via (além do meio-fio) após constatar que não vem ninguém próximo;
4 Não seja o “porco”da corrida. Alguns corredores tem a prática de no primeiro gole de água fazer um “gargarejo” e depois cuspir. Atenção para não atingir ninguém, além de anti-higiênico é falta de educação e respeito com os demais. Na corrida é melhor ser conhecido como tartaruga do que porco;
5 Pratique uma boa ação durante a corrida. Pegue um copo de água a mais e ofereça para outro corredor. Isso descongestiona os postos de hidratação e facilita a ação dos outros atletas, além de ser uma boa ação e uma gentileza, pode ser o início de uma nova amizade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOBRES

Abdias do Nascimento
"A revolução quilombista é fundamentalmente anti-racista, anticapitalista, antilatifundiária, antiimperialista e antineocolonialista"
Adam Clayton Powell
"A liberdade é uma conquista interna, em vez de um ajuste externo".
Aime Césaire
"Para um ser dilacerado por três séculos de aviltamento, o conhecimento de seu continente original restabelece sua dignidade, oferecendo-lhe uma ancestralidade que lhe fora confiscada"
Alice Walker
Não pode ser seu amigo quem exige seu silêncio ou atrapalha seu crescimento.
Alzira Rufino
Sou negra ponto final. Devolvo-me a identidade, rasgo a minha certidão. sou negra! sem reticências, sem vírgulas, sem ausências. Sou negra balacobaco. Sou negra noite cansaço
Amilcar Cabral
" Não vamos utilizar esta tribuna para dizer mal do imperialismo. Diz um ditado africano muito corrente nas nossas terras, onde o fogo é ainda um instrumento importante e um amigo traiçoeiro que quando a tua palhota arde, de nada serv…
ÚLTIMAS DE MUNDOCasa Branca proíbe 'NY Times', CNN e BBC de ir a coletiva de imprensa24/02/2017 16:44Juiz é designado para investigar candidato à Presidência da França24/02/2017 16:30Obama é celebrado por multidão ao aparecer de surpresa em Nova York24/02/2017 16:25Colisão de dois ônibus mata 13 pessoas e fere 34 na Argentina24/02/2017 16:04 RIO — Um documento de 35 páginas vazado pela imprensa americana na terça-feira contém supostas revelações constrangedoras sobre o republicano Donald Trump. O relatório — que teria sido escrito por um ex-agente britânico em caráter confidencial — não teve sua veracidade comprovada oficialmente, mas gerou uma forte polêmica nos EUA. Dentre as alegações no documento, estão supostas atividades sexuais do magnata nova-iorquino e detalhes sobre a sua relação com as autoridades russas antes mesmo de ser eleito presidente dos Estados Unidos. Logo após a divulgação do material, a Rússia negou ter informações comprometedoras sobre Trump. O republic…
Médica acreana presa em Pernambuco A médica acreana Alessandra Bréa Moreno Dantas foi presa pela Polícia Federal na sexta-feira (1), em Caetés (PE). Após concluir o curso de medicina em Pinar del Rio, com bolsa do governo de Cuba, voltou ao Acre, onde em diversas ocasiões procurou a Universidade Federal do Acre (Ufac) para tentar se regularizar. Como todos sabem, os médicos formados no exterior sempre foram tratados com preconceito e descaso por um grupo da Ufac. Alessandra Bréa tinha conquistado na Justiça o direito de trabalhar com registro provisório do Conselho Regional de Medicina (CRM). Como o registro expirou, a médica teve que deixar o Acre após a proibição de trabalhar também com um Termo de Ajuste de Conduta. Ela já havia conseguido revalidar seu diploma pela Universidade Federal do Ceará, mas aguardava a burocracia enquanto fazia plantões em Caetés. Infelizmente, Alessandra Bréa foi surpreendida pela Polícia Federal, após denúncia do CRM de Pernambuco, acusada de exe…